Retorno sobre investimento – Cálculo de ROI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email

O investimento em um novo software, método ou treinamento é simples de calcular. Você vai conviver com a sua decisão por um bom tempo, então os retornos no longo prazo são mais relevantes do que o investimento feito até agora.

Imagine uma viagem de São Paulo até o Rio de Janeiro. Você pode fazê-la em poucas horas usando um BMW X1, rodando confortavelmente, com total segurança e alta confiabilidade, certo? Mas também é possível fazer a mesma viagem usando um Fiat Mobi Easy, sem direção hidráulica, vidros elétricos ou ar-condicionado. Você vai chegar lá.

O problema é quando se tenta comparar categorias diferentes, por exemplo, um carro e um barco com motor de popa. De barco, você também vai chegar até o Rio de Janeiro. Basta descer o rio Tietê até próximo de Ilha Solteira, depois descer pelo rio Paraná até o rio da Prata, virar à esquerda em Punta del Este e subir a costa brasileira.

A princípio, o investimento inicial no barco é muito menor, mas a distância percorrida e o tempo para se atingir o objetivo é muito maior.

Vejo muita gente fazendo um esforço enorme em um caminho cheio de curvas ao invés de focar no objetivo e na forma mais direta, lembrando que o recurso mais escasso, de qualquer empresa ou pessoa, é o tempo.

Se você acha caro investir em tecnologia, já calculou o custo com retrabalho?

O investimento em um novo software, método ou treinamento é simples de calcular. Basta pedir uma proposta, fazer algumas estimativas sobre o tempo necessário para implementar as mudanças e rapidamente teremos uma ordem de grandeza.

Calcular os custos associados aos retrabalhos e outros desperdícios de tempo no seu processo atual é bem mais complicado. Uma das razões é que, do ponto de vista pessoal, já fazemos as coisas da forma mais eficiente possível. Já dedicamos tanto tempo a melhorar o processo atual que é difícil enxergar que a realidade mudou e que existem formas mais eficientes de trabalhar. 

É comum encontrar empresas que fazem o projeto, depois precisam “passar a limpo” criando o modelo BIM. Fazem dois projetos, mas o cliente só paga por um. Além disso, o seu cliente paga por todas as revisões? Paga pelos custos para alterar manualmente dezenas de desenhos e para conferir tudo novamente? Provavelmente só uma parte, não é mesmo?

Calcule novamente o quanto essa situação vem drenando o recurso mais valioso da sua empresa, o tempo. Trabalhar com o SCIA Engineer, o Allplan Engineering ou o DDS-CAD pode economizar muito dinheiro para você, hoje. 

O Ponto de Não Retorno 

Esta é uma expressão usada na aviação que define um ponto, ao longo da rota de uma aeronave, além do qual não haverá autonomia para permitir seu regresso à base. Não sou piloto, mas todos nós já vivemos situação parecida. Você já andou muito em uma direção, tem alguns problemas, começa a avaliar as opções e não sabe se deve continuar até o final ou começar novamente.

Quais são os pensamentos que temos nesse momento:

Já investi muitos recursos (tempo e dinheiro) até aqui;

Ainda tenho problemas, mas o mais difícil ficou para trás;

Agora estou quase chegando lá;

Achava que tinha feito a melhor opção, então o melhor é continuar;

O que vão pensar de mim?

Essa situação pode se aplicar a um relacionamento, ao seu trabalho, ao conserto do carro usado ou à escolha de um software. É difícil encontrar a melhor resposta quando colocamos todas as variáveis juntas, as que têm impactos de curto e longo prazo.

Ao contrário de um voo, mesmo errando, o resultado não será tão catastrófico. Então, pense melhor. Está tendo problemas? Você pode experimentar outro software ao mesmo tempo. Você vai conviver com a sua decisão por um bom tempo, então os retornos no longo prazo são mais relevantes do que o investimento feito até agora.

Como calcular o retorno sobre o investimento em softwares para engenharia?

Faça uma estimativa, ainda que preliminar, do percentual de aumento de produtividade que a sua equipe teria após o domínio da nova ferramenta. Agora, o mais importante, calcule quanto ela vale por mês, ou por hora. Não quanto ela custa, mas quanto ela vale. Você sabe o esforço necessário para montar e manter uma equipe bem qualificada. Este recurso humano é o ativo mais precioso de qualquer organização e, normalmente, é o limitante para o crescimento do faturamento das empresas.

Para calcular o valor mensal da equipe, e não seu custo, é só dividir por 12 o faturamento anual produzido por ela em condições normais. Multiplique este valor pelo percentual de aumento de produtividade estimado. Compare com o valor a ser investido em licenças de software, treinamentos, customizações, programações adicionais, consultorias, horas dedicadas da sua equipe na nova implementação, equipamentos, se for o caso, e verifique quanto tempo é necessário para pagar o retorno desse investimento.

A maioria absoluta dos estudos de retorno sobre investimento que fiz demostraram que o investimento em tecnologia para melhorar os processos de engenharia são sempre mais rápidos do que se imagina. Quando você faz a opção por ferramentas maduras, prontas para usar e com um bom suporte técnico para ajudar nos primeiros passos, você muda o futuro da sua empresa.

Podemos ajudar você? Fale com a gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar um artigo
Receba conteúdos exclusivos

Cadastre-se para receber notícias em primeira mão

Categorias
contato

Fale com um especialista

Como podemos ajudar você?

Buscar